Fotojet (1) (1)

É ouro! Ítalo Ferreira vence no surfe, faz discurso emocionante e arranca lágrimas de comentaristas e repórter da TV Globo – assista

Impossível não chorar! O incrível Ítalo Ferreira marcou seu nome na história do surf na madrugada desta terça-feira (27), ao conquistar a primeira medalha de ouro na modalidade, que passou a valer este ano nas Olimpíadas de Tóquio. Com toda sua garra, talento e dedicação, o brasileiro ficou em primeiro lugar na disputa contra Kanoa Igarashi e sua emoção com a vitória foi o suficiente para levar lágrimas a todos que o assistiam – inclusive o repórter que o entrevistou e os comentaristas da TV Globo.

A vitória, no entanto, não veio sem suas dificuldades. Na primeira manobra nas águas revoltas de Tsurigasaki, Ítalo enfrentou o que poderia ser um verdadeiro pesadelo: sua prancha quebrou. Ele levou pouco mais de dois minutos para nadar até a areia e substituí-la, mas, por fim, o potiguar voltou pro mar e, manobra atrás de manobra, surfou até o ouro – no somatório final, o atleta marcou 15,14 contra 6,60 do rival.

Mais tarde, após o fim da competição, Ítalo discursou sobre a grande conquista em conversa com repórter da TV Globo. “Eu vim com uma frase para o Japão: ‘Diz amém que o ouro vem’. E veio. Eu acreditei até o final, treinei muito nos últimos meses e Deus realizou meu sonho. Só tenho agradecer a Deus, em primeiro lugar, por me dar a oportunidade de fazer o que eu amo, ajudar as pessoas, ajudar a minha família. Isso sou eu, fui para a água sem pressão fazendo o que eu amo”, declarou.

Continua depois da Publicidade

Na sequência, Ferreira foi questionado pelo comunicador sobre sua caminhada até o ouro olímpico e, também, sobre como sua cidade, Baía Formosa, no Rio Grande do Norte, estaria depois de tamanha vitória. Foi neste momento que o surfista caiu em um choro intenso e acabou fazendo com que o entrevistador – e todos os que estavam assistindo se emocionassem também. Aos prantos, Ítalo relembrou a avó, Dona Mariquinha, que faleceu há dois anos, mesma época em que o surfista venceu o título mundial da modalidade.

“Eu queria que minha avó estivesse viva para ver isso. Para ver o que eu me tornei, o que eu consegui fazer pelos meus pais, por aqueles que estão ao meu redor. Não sei, não tenho palavras, só tenho a agradecer, realmente. É algo que eu almejei bastante, que eu sonhei. Tá lá do lado da minha cama essa frase que eu falei no início (‘Diz amém que o ouro vem’). Todo dia eu orei às 3h da manhã, pedi a Deus que ele realizasse meu sonho. E tá aí, meu nome está escrito na história do surfe”, orgulhou-se o campeão.

Assista à subida pra lá de emocionante de ítalo Ferreira ao primeiro lugar do pódio das Olimpíadas de Tóquio:

Continua depois da Publicidade

Chororô na Globo

A conquista do potiguar foi tão grande, que a equipe da TV Globo não conseguiu segurar a euforia. Everaldo Marques, acompanhado pelo comentarista e ex-surfista Teco Padaratz, narrou a vitória de Ítalo com muita alegria e relembrou as dificuldades do início da carreira do olimpiano.

“Um cara que começou surfando nas tampas da geladeira de isopor do seu vizinho. Que com aquela caixa de isopor conquistava o sustento de sua família. A primeira prancha de verdade nem era perfeita, tinha o bico quebrado, tava usada… A primeira prancha nova só veio aos onze anos de idade, com a família fazendo um sacrifício incrível para gastar 120 reais, era uma fortuna para aquela família naquela época. Tudo para que o sonho de surfar pudesse continuar para Ítalo Ferreira. E o sonho veio, ele se tornou profissional, realizou o sonho de ser campeão mundial, nós estamos falando do atual campeão mundial de surf que vai colocar o seu nome definitivamente na história do esporte brasileiro, na história do esporte olímpico. Minuto final, é de celebração, é campeão olímpico, vai Ítalo Ferreira para a eternidade olímpica!”, comemorou o narrador.

Continua depois da Publicidade

Quem também não segurou o choro durante o momento lendário foi Teco Padaratz. Ao vivo na Globo, enquanto assistiam ao discurso emocionado do nosso campeão, Everaldo apontou a emoção dos colegas após a vitória do surfista. “Sabe aquele filme de madrugada que nós temos, o ‘Corujão’? Aqui nós temos o ‘Coruchorão’! Porque chora o Ítalo, chora o [repórter] Guilherme Pereira, chora Teco Padaratz. Eu tô quase chorando aqui também”, disparou.

Visivelmente emocionado, o ex-surfista então discursou sobre Ferreira. “Foram muitos anos batalhando para o surfe ser respeitado na sociedade. Acho que é uma conquista que todo surfista tem no peito agora. Acho que o Ítalo tá carregando todo mundo no peito dele. Obrigado, viu, Ítalo?”, declarou Padaratz. Afe, tem um cisco no nosso olho aqui!

Continua depois da Publicidade

Baía Formosa em festa

A vitória de Ítalo foi motivo de muito orgulho para milhares de brasileiras, mas, principalmente, para sua cidade, Baía Formosa. Ainda na madrugada, após o fim da competição, os conterrâneos do atleta lotaram as ruas, de carro e à pé, para comemorar o medalhista de ouro. Espia só:

Parabéns, Ítalo! Você fez história e nos encheu de orgulho!