Cover

Alec Baldwin: Sindicato de atores e técnicos de cinema dá detalhes sobre arma utilizada em disparo acidental; confira

Novos desdobramentos… Nesta quinta-feira (21), o mundo ficou chocado com o acidente trágico que aconteceu no set de filmagem do longa “Rust”, que tirou a vida da diretora de fotografia Halyna Hutchins, de 42 anos, e feriu o diretor do filme, Joel Souza, de 48. Hoje (22), o sindicato que representa atores, técnicos de cinema e fabricantes de adereços, nos Estados Unidos, emitiu um comunicado dando mais detalhes sobre a arma que foi usada pelo ator Alec Baldwin e ocasionou o triste incidente.

O comunicado declarou que a arma tinha munição cenográfica e dispara projéteis, chamada na indústria cinematográfica de “live ammunition”. Segundo o sindicato, esse tipo de recurso para as filmagens tem um “uso controlado”, uma vez que seu disparo ativa efeitos especiais ou então atinge objetos colocados nas cenas. A “live ammunition” é diferente da “blank ammunition”, com as já conhecidas balas de festim. A organização relatou ainda que havia munição cenográfica de uso restrito na arma usada para as gravações.

“Uma única bala de ‘live ammunition’ foi disparada acidentalmente no set pelo ator principal [Alec Baldwin], atingindo a diretora de fotografia Halyna Hutchins”, afirmou o sindicato no e-mail divulgado pelo Los Angeles Times. A declaração ainda acrescentou que os adereços, decoração de cenários, efeitos especiais e construções do filme “Rust” foram desenvolvidos por uma equipe do Novo México, onde o longa estava sendo produzido. A apuração feita pela organização apontou que os profissionais envolvidos nestas funções não fazem parte do sindicato.

Alec
Ontem, pela manhã, o ator chegou a publicar uma foto no Instagram, em que aparecia caracterizado no set e com sangue em suas vestes. A publicação, entretanto, foi apagada após a tragédia. (Foto: Reprodução/Instagram)

No entanto, estas informações não foram confirmadas pelas autoridades responsáveis pela investigação. Em entrevista ao Deadline, Juan Rios, porta-voz do gabinete do xerife do condado de Santa Fé, relatou que a perícia forense não havia começado para dar qualquer tipo de detalhe a respeito dessas questões. O oficial explicou que o tiroteio aconteceu no meio de uma cena que estava sendo ensaiada ou filmada no Rancho Bonanza Creek. “Estamos tentando determinar, agora, como e que tipo de projétil foi usado na arma de fogo”, destacou, acrescentando que nenhuma acusação foi feita e apenas foram coletados depoimentos dos profissionais que estavam no set para entender o que aconteceu.

Continua depois da Publicidade

Entenda o caso

Uma pessoa morreu e outra ficou ferida após um acidente ocorrido nessa quinta-feira (21), no set de filmagens de “Rust” – faroeste estrelado por Alec Baldwin, gravado no Novo México, EUA. Através de um comunicado oficial, a polícia de Santa Fé confirmou que o protagonista do longa foi responsável pelo disparo de uma arma cenográfica.

“Os delegados do xerife do condado de Santa Fé foram enviados para o Rancho Bonanza Creek, quando uma ligação do 911 relatou um tiroteio no set de filmagem do faroeste ‘Rust’. O gabinete confirma que os dois indivíduos baleados no set foram a diretora de fotografia Halyna Hutchins, 42, e o diretor do filme, Joel Souza, 48, atingidos quando uma arma cenográfica foi disparada pelo ator e produtor Alec Baldwin”, diz a nota.

Fotojet (23)
Halyna Hutchins e Joel Souza. (Foto: Getty/Reprodução/IMDB)

De acordo com as autoridades locais, Hutchins chegou a ser levada de helicóptero até o hospital da Universidade do Novo México, em Albuquerque, mas não resistiu aos ferimentos. Souza, por sua vez, foi transportado de ambulância para o Centro Médico Regional Christus St. Vincent, onde permaneceu até a manhã dessa sexta-feira (22), para receber tratamento após ser atingido no ombro pelo disparo.

Continua depois da Publicidade

A confirmação de que o diretor recebeu alta veio da atriz e membro do elenco de “Rust”, Frances Fischer, que respondeu a um tuíte de Patricia Arquette, lamentando a tragédia. “Meus sentimentos à família de Halyna Hutchins. Que perda devastadora. Envio boas energias ao Joel Souza. Tenho certeza que todos estão em pedaços. Alec Baldwin disparou uma arma cenográfica que matou a diretora e feriu o diretor”, escreveu ela. “O diretor Joel Souza me disse que já saiu do hospital”, avisou Fischer.

A produção do longa foi paralisada. Segundo o Deadline, Baldwin chegou a depor ainda ontem e foi liberado. A revista People divulgou uma imagem em que o ator aparece “perturbado e em lágrimas” no set, enquanto falava ao telefone. Um porta-voz do artista também chegou a comentar o episódio, de forma breve. “Houve um acidente envolvendo uma falha de ignição de uma arma cenográfica”, disse à publicação.

“Rust” é um filme de velho oeste estrelado e produzido por Alec, que também tem no elenco Jensen Ackles (“Supernatural”) e Travis Fimmel (“Vikings”). Baldwin interpreta o personagem que dá o nome à produção, que se passa no Kansas de 1880. Rust é o avô fora da lei de um menino de 13 anos condenado por um assassinato acidental.

Continua depois da Publicidade

Alec Baldwin se manifesta

Nesta sexta-feira (22), Alec Baldwin se manifestou publicamente pela primeira vez. Em seu Twitter, o ator lamentou e se disse “chocado” com o acontecido, que culminou na morte da diretora de fotografia Halyna Hutchins. “Não existem palavras para traduzir meu choque e minha tristeza em relação a esse trágico acidente que tirou a vida de Halyna Hutchins, uma esposa, mãe e nossa profundamente admirada colega. Estou cooperando totalmente com a investigação da polícia para entender como essa tragédia ocorreu“, escreveu o astro.

Estou em contato com seu marido, oferecendo meu apoio para ele e sua família. Meu coração está quebrado por seu marido, seu filho, e todos que conheciam e amavam Halyna“, finalizou o comunicado.