Britney Spears "i Am Britney Jean"

Perfil de Britney Spears detona documentário sobre tutela, mas fãs desconfiam: “Essa não é ela”

A semana está recheada de documentários sobre a tutela de Britney Spears, que já dura 13 longos anos. Nesta segunda-feira (27), o perfil da princesinha do pop deu sua opinião a respeito das produções. Para quem não sabe, há três documentários sendo lançados: “Controlando Britney Spears” da FX em parceria com o The New York Times, “Toxic: A batalha de Britney Spears pela liberdade”, da CNN, e “Britney vs. Spears”, da Netflix.

Para a decepção dos fãs, em uma publicação no Instagram, a cantora disse que grande parte da história contada nos filmes é imprecisa e não corresponde à realidade. Ela também criticou, de forma pra lá de sarcástica, as imagens que os produtores escolheram para a gravação, das quais ela já reclamou no passado. Segundo o TMZ, as críticas foram direcionadas especificamente à produção da CNN, que estreou ontem (26).

“É realmente uma loucura, gente… eu vi um pouco do documentário e devo dizer que fiquei perplexa algumas vezes. Eu realmente tento me desassociar do drama! Número um: isso é o passado! Número dois: será que o diálogo não pode ficar um pouco mais elegante? Número três: uau, eles usaram as filmagens mais bonitas de mim no mundo! O que posso dizer, que ESFORÇO da parte deles!”, escreveu.

Na publicação, Britney se referiu também ao “Projeto Rose”, sobre o qual ela tem discutido com os fãs nas redes sociais nos últimos anos. No passado, a voz de “Toxic” o chamou de “projeto fotográfico pessoal”, quando ela usa a mesma roupa em várias fotos diferentes, embora não esteja claro por que Britney estava discutindo isso no mesmo post em que fala dos documentários.

Continua depois da Publicidade

“Uau, já que é um mundo tão gentil, direi que o Projeto Rose ficou e lhe direi o motivo. Você acha que as coisas acontecem por uma razão ou por acaso? O Projeto Rose me fez ter fé! No dia em que coloquei pela primeira vez o Projeto Rose, uma pulseira com contas de rosas vermelhas apareceu na minha porta e eu nunca a pedi! Ninguém no mundo sabia disso, exceto eu! Eu nunca vou esquecer aquele dia! Eu tenho a Rose original! Sim, a que beijou Madonna e a que tem ansiedade social!”, completou.

Sam Asghari, noivo de Britney, também já havia se pronunciado, destacando que os documentários não tiveram aprovação da artista. “Aparentemente minha opinião cresceu em valor nos últimos dias. Documentários anteriores deixaram um gosto ruim. Espero que esse seja respeitoso. Eu não culpo a CNN, BBC ou Netflix (que me fez sobreviver pelas quarentenas) por exibi-los, porque como um ator eu também conto histórias de outras pessoas. Eu questiono produtores que fizeram eles ‘apenas para dar atenção’ sem informação ou aprovação do assunto. Qualquer crédito por dar atenção [ao caso de Britney] deve ir para o [movimento] #FreeBritney”, disse.

Sam Asghari falou sobre os documentários nas redes sociais. (Foto: Reprodução/Instagram)
Sam Asghari falou sobre os documentários nas redes sociais. (Foto: Reprodução/Instagram)

Continua depois da Publicidade

Apesar das manifestações de Britney e Sam, alguns fãs suspeitam que o post não tenha sido feito pela artista e sim pela equipe, que estaria querendo “esconder” a realidade, já que o documentário tem cenas fortes sobre a tutela da estrela. Outra questão que deixou os fãs desconfiados, é que a foto foi excluída e publicada pelo menos três vezes, em todas elas alguma frase do texto havia sido modificada.

Esta não é a Britney, devolvam o Instagram dela”, escreveu um perfil. “Belo repost, mas será que realmente devemos acreditar que esta é a Britney? Já sabemos que ela teve seu telefone monitorado e mais segredos de tutela estão surgindo. Você sabe que ela vai processar todo mundo”, disse outro.

Foto: Reprodução/Instagram
Foto: Reprodução/Instagram
Foto: Reprodução/Instagram
Foto: Reprodução/Instagram

“Britney. Você já nos disse isso hoje, querida! Mas eu não acredito que esta seja você”.

Foto: Reprodução/Instagram
Foto: Reprodução/Instagram

“Esta não é a Britney. Deixe ela livre”.

Foto: Reprodução/Instagram
Foto: Reprodução/Instagram

“Esta é a terceira vez que ela publica a mesma coisa!”

Foto: Reprodução/Instagram
Foto: Reprodução/Instagram

“Irresponsável! Ela não disse nada! Não até que ela realmente o diga! Que vergonha!”

A equipe da Britney está louca hoje. Eles continuam postando em seu Instagram fingindo ser ela falando contra o recente documentário ‘Controlling Britney Spears’, depois apagando quando as pessoas falam que não é ela. Em seguida, eles postam novamente, depois apagam novamente”.

“O TMZ está dizendo que Britney Spears disse que o documentário sobre #FreeBritney foi em grande parte falso. Me explica quem falou com ela? Ela não está autorizada a falar sobre nada. Sua ‘equipe’ fala por ela. As mesmas pessoas que fingem ser #FreeBritney apenas para acabar com ela”.

Entenda o caso da tutela de Britney

Em 2008, Britney Spears passou a viver sob tutela gerenciada por seu pai, Jamie Spears, e desde então a estrela não tem mais controle sobre sua própria trajetória. Em setembro do ano passado, um juiz nomeou a gestora Jodi Montgomery como tutora temporária de questões pessoais da artista, depois que seu pai deixou o cargo, alegando “razões pessoais de saúde”. Jamie ainda é responsável por controlar a parte financeira da vida da filha.

Nos Estados Unidos, o status de tutela é decretado por um tribunal para pessoas incapazes de tomar decisões por si mesmas. No caso da cantora, ela passou por um período conturbado em 2007, devido ao descontrole do uso de substâncias ilegais e bebidas alcoólicas, tendo como resultado diversos problemas na justiça, principalmente em relação à guarda dos filhos.

Britney Spears (4)
Britney Spears foi medicada por oito anos contra sua vontade. (Foto: Getty)

Preocupados com o bem-estar da estrela, fãs de todo o mundo tomaram as redes sociais e até mesmo as ruas com o movimento #FreeBritney. A campanha atingiu o topo dos assuntos mais comentados do Twitter no Brasil e no globo, e continua sendo um tema recorrente na mídia. A diva pop também chocou o mundo em junho deste ano, quando falou pela primeira vez no tribunal, e denunciou vários abusos que sofreu durante o período em que esteve sob a interferência direta de Jamie Spears.

No mês passado, o pai da estrela finalmente concordou em renunciar ao cargo de tutor de sua filha. Segundo o TMZ, Jamie Spears estaria disposto a colaborar com a Justiça e o advogado da filha em uma transição organizada. É o “Free Britney” mais próximo que nunca! Saiba todos os detalhes e entenda a briga judicial, clicando aqui.