Desaparecido há uma semana, filho volta para casa durante reportagem ao vivo, e mãe tem reação inesperada: ‘Bati e bati foi pouco!’ – Assista

Realmente é impossível prever o que vai acontecer em uma exibição ao vivo! O “Cidade Alerta” do Rio Grande do Sul, exibido pela afiliada da Record no estado, mostrou nesse fim de semana o reencontro de uma mãe com o filho desaparecido. A mulher estava justamente falando sobre o sumiço do moço, de 35 anos, dado há quase uma semana, quando ele entrou em casa, como se nada tivesse acontecido.

“Ele falou que segunda de manhã já estaria aqui. Segunda ao meio-dia, quando vi que ele não chegou, eu comecei a mandar Whats, mas o telefone dele nunca mais funcionou”, lamentou a senhora. O programa anunciou que o homem havia saído para encontrar uma mulher e não tinha mais voltado para casa.

A repórter Daiane Dalle Tese, então, começou a explicar que eles viviam em casas diferentes, mas no mesmo lote, quando foi pega de surpresa pelo portão da casa se abrindo e o moço entrando. “É ele! Eu não acredito!”, gritou a mãe, inicialmente emocionada. No entanto, o sentimento logo mudou quando o homem passou direto pelo grupo, sem cumprimentar ninguém e entrou na casa dele.

“Vai apanhar agora”, disparou a senhora, que até tirou a máscara facial de proteção para xingar o filho. “E ele não quer muito saber de aparecer”, disse o apresentador Voltaire Porto, do estúdio. “A mãe tava preocupada, os amigos tavam preocupados com ele. Resolveram chamar a gente aqui para tentar ajudar. E ele acabou de chegar em casa. Acho que a gente trouxe sorte para essa família”, descreveu Daiane.

Enquanto a cena se desenrolava nas câmeras, com a mãe xingando e entrando na casa do filho para discutir com ele, o apresentador aproveitou para dar um “puxão de orelha” no rapaz. “Bom que teve um final feliz. Alguma coisa vai acontecer, não sei se vai ser barraco, ou se não vai ser barraco, mas que bom que teve final feliz. O detalhe todo é esse. Tá levando um ‘xixi’ da mãe. Ele reapareceu, que bom, tá vivo, saudável, que não apronte isso de novo, né. Aos 35 anos que aprenda agora”, declarou.

“A mãe tá xingando ele ali, ela chega a estar nervosa. Ela tem problema de saúde e ficou nervosa, porque ela estava nos relatando o desaparecimento dele”, pontuou a jornalista, enquanto a mulher aparecia com a mão no peito, respirando fundo pelo nervosismo. Confira:

E a cena prosseguiu! Após se acalmar, a senhora fez um pedido para um outro membro da família. “Arruma aquela cinta que eu vou cagar ele a pau. Não vou fazer perto de vocês para não ficar chato”, disse para as câmeras. “Eu prefiro que ele apanhe de mim, que dei a vida a ele, do que ver o corpo dele atirado na vala ou dentro do caixão”, declarou.

Ela continuou o desabafo: “Ele tá louco? Nunca fez isso! Quer me botar em óbito, a mim e ao pai dele? Que vergonha! Não vai ficar assim. Eu peço perdão a todo mundo, agradeço de coração a todo mundo que procurou e fez tudo por ele. Mas que ele vai tomar uma surra, ele vai”.

Mais tarde, após tudo ser resolvido, a senhora voltou a aparecer no programa, dessa vez ao lado do filho, que se desculpou por toda a preocupação causada. “Eu quero agradecer pela preocupação de todo mundo, pedir desculpas, perdão. Eu errei, mas tô bem. Só tenho a agradecer. Não tem mais o que falar, só isso”, disse, simplesmente.

“Ele errou mesmo. Gente, me desculpa, na hora que eu vi ele (sic) eu perdi o controle. Bati nele? Bati. E bati pouco! Devia ter batido mais. O irmão dele bateu nele? Bateu, ele mereceu. O que ele fez foi errado”, apontou ela, agradecendo novamente todos que ajudaram na “busca”.

“Agradeço do fundo do coração por tudo que vocês fizeram em Facebook, toda a preocupação. Obrigada. E eu vou deixar um recadinho pras mães: mesmo que esteja sumido, eu não ia abraçar e beijar porque eu vi que ele tava bem. Ele mereceu apanhar e foi pouco. Não sei se vai apanhar mais ainda. Agradeço de coração. Desculpa, gente. Obrigada por tudo”, finalizou.

Gente, que situação…