Johnny Depp fez piada sobre agredir Amber Heard durante cerimônia de casamento, alega padrinho do astro; Atriz dá versão chocante sobre episódio de “fezes” na cama

Semana vai, semana vem e o julgamento do processo de Johnny Depp contra o “The Sun” segue a todo vapor. Nesta sexta-feira (24), um padrinho de casamento do ator revelou que o astro fez uma piada sobre agredir a ex-mulher, Amber Heard, durante a cerimônia. Além disso, a atriz deu sua versão sobre o escatológico episódio das fezes em cima da cama, que aconteceu após seu aniversário.

Piada sobre agredir Amber Heard

De acordo com o jornal The Evening Standard, o autor iO Tillett Wright – que foi padrinho de casamento da dupla – depôs hoje na Alta Corte de Londres. Segundo ele, assim que Johnny Depp e Amber Heard oficializaram o matrimônio, em 2015, o ator teria feito uma piada de que, a partir de então, poderia agredir sua companheira.

Pouco após seu casamento, Johnny Depp teria dito que poderia agredir Amber Heard “em paz”. (Foto: Getty)

“A primeira coisa que o Johnny me disse depois da cerimônia, enquanto caminhávamos para a recepção, foi ‘Agora eu posso socá-la no rosto e ninguém pode fazer nada quanto a isso'”, afirmou Wright. “Ele provavelmente disse isso como uma piada… Mas só seria uma piada se isso não fosse real – e naquela época, eu sabia que ele estava agredindo ela”, complementou a testemunha, que também era um confidente de Heard.

Antes disso, o escritor já tinha se dado conta das supostas agressões. “Eu sabia que o relacionamento de Amber e Johnny era volátil e envolvia muito abuso verbal e vários ataques emocionais”, recordou. “Mas foi só no final de 2013 ou início de 2014 que eu entendi que ele era fisicamente violento com ela”, pontuou Wright.

iO Tillett ainda acrescentou que Amber não se manifestava muito sobre o assunto – nem antes, nem depois do fim do casamento. “Amber já me disse que ela mantinha o abuso físico de Johnny contra ela em segredo de todos para protegê-lo, porque ela esperava que ele pudesse corrigir seus problemas com o vício, e que isso pararia”, explicou o autor.

Segundo o padrinho do casamento de Amber Heard e Johnny Depp, a atriz teria escondido as agressões para proteger o ator. (Foto: Getty)

“Ela também disse que parte disso foi por orgulho, e para proteger a si mesma do nosso criticismo. Ela estava envergonhada disso, e sabia que se ela nos contasse, nós diríamos a ela para que o deixasse, e ela ainda não estava pronta para isso”, continuou Wright. Segundo ele, Heard também não se via como vítima: “Ela também não tinha nenhuma conexão com o conceito dela mesma como uma vítima, então rejeitava isso como uma parte de sua identidade”.

Amber Heard nega ter feito cocô na cama

Uma das acusações mais bizarras feitas por Johnny Depp é que sua ex (ou uma de suas amigas) teria feito cocô em sua cama, apenas para incomodá-lo. De acordo com o Daily Mail, o episódio absurdo foi discutido nesta terça (24), quando Eleanor Laws, advogada do astro, questionou Amber Heard: “Você deixou excrementos humanos na cama?”. A atriz, então, negou veementemente. “Isso é absolutamente nojento”, devolveu ela.

Amber Heard negou que tenha feito cocô na cama após uma briga – como acusa Johnny Depp. (Fotos: Getty)

Amber também negou que as fezes pertenceriam a seus amigos. “Não, é claro que não. Isso é inimaginável pra mim”, defendeu a artista. A estrela de “Aquaman” alegou que o cocô era de Boo – cachorrinha de Depp – que teve um problema intestinal após ter comido cannabis de seu dono quando ainda era uma filhotinha.

Na semana passada, a funcionária doméstica de Johnny, Hilda Vargas, depôs sobre a ocasião em que descobriu as fezes e tirou fotos da sujeira. Ela afirmou nunca ter visto os cachorros defecando na cama, e reforçou que nenhum dos pets poderiam subir no móvel por conta própria, devido ao seu tamanho.

Questionada sobre as declarações, Amber negou a versão, tratou a situação como “o acidente da Boo no quarto”, e afirmou que frequentemente não costumava deixar funcionários limparem a sujeira dos cães – ela mesma assumiria tais funções.

Uma funcionária de Johnny Depp disse que os cães dele e de Amber Heard não subiam nas camas sozinhos, nem defecavam nelas. (Fotos: Getty)

“Eu não sei no que ela está equivocada, mas eu não consigo entender por que um adulto faria uma coisa dessas. Eu não acho que isso é engraçado, nem que isso pode ser chamado de ‘pegadinha'”, pontuou Heard, que ainda devolveu a acusação para o astro de “Piratas do Caribe”. “Eu não consigo imaginar nenhum ser humano com um senso de humor desses que não o Johnny”, rebateu.

Por fim, Amber quis reforçar que aquela cama não seria de Depp, e que o casal estaria separado na ocasião após seu aniversário de 30 anos. “No entanto, eu não estava lá [quando o cocô foi achado], eu saí para o Coachella. Aquela era a minha cama, Johnny e eu tínhamos separado, aquela era a minha cama, e apenas minha”, completou a atriz.

Johnny Depp teria mandado mensagens sugerindo a “brincadeira” do cocô anos antes do episódio na cama. (Foto: Getty)

Ainda durante o julgamento, a Corte soube que Depp teria mandado mensagens ao seu assistente, Stephen Deuters, sugerindo essa pegadinha do cocô. “Você não abaixaria na frente da porta da suíte master e deixaria um rolo gigante de b*sta para que Amber pisasse nisso e pensasse que um dos cachorros, inicialmente Boo, tem um grande problema? Seria engraçado”, teria escrito o ator, alguns anos antes do fatídico dia.

Relembre o caso

Depp está processando o britânico The Sun, após o jornal ter se referido a ele como “espancador de esposas” em uma matéria de 2018. Durante as três semanas de depoimentos, o ator admitiu ter escrito uma mensagem de sangue com seu dedo mutilado após briga com a ex, chamou James Franco de “estuprador”, e também confessou ter dado cabeçadas “acidentalmente” em Amber Heard.

As acusações de Amber Heard e Johnny Depp após o divórcio têm vindo à tona durante o processo do astro contra o The Sun. (Fotos: Getty)

A atriz, por sua vez, deu mais relatos sobre o comportamento agressivo dele. Conversas antigas entre Johnny e Paul Bettany, o intérprete do Visão em “Vingadores”, também denunciaram que eles comentavam sobre modos de matar Amber Heard.

Já na última sexta-feira (10), em um áudio exposto no julgamento, Johnny Depp fazia um pedido sórdido a Amber Heard. Além disso, supostas mensagens expuseram ameaça bizarra do ator a Elon Musk. Na segunda-feira (14), um trecho do diário da artista veio à tona, assim como uma foto “humilhante” do ator.

Sem dúvidas, essa briga não chega ao fim tão cedo…